Site UFRJ

 

Coordenadora do curso de Engenharia Ambiental da Poli-UFRJ participa de workshop sobre reciclagem de resíduos plásticos na Argentina

Notícias
 
Jogo de tabuleiro desenvolvido em projeto da Poli-UFRJ alerta crianças e jovens sobre redução do risco de desastres

Material será distribuído para crianças e jovens de escolas públicas brasileiras em 2020 e a expectativa é expandir para outros países

Criado com objetivo de tornar o tema redução do risco de desastres mais atrativo, ojogo de tabuleiro ‘Cidade Resiliente’ passará a ser distribuído em 2020 para crianças e jovens de escolas públicas,com a cooperação do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e da ONU Habitat Brasil.A ferramenta é resultado do projeto de extensão Espaço Fluir da Escola Politécnica da UFRJ (Poli-UFRJ) e foi validada após estudo de ex-aluna de Engenharia Civil da Poli. A apresentação do jogo aconteceu no último dia 4, em oficina do Departamento de Relações Institucionais (Derid) e do Departamento de Gestão Territorial (Deget).

De maneira lúdica, o jogo exige conhecimento sobre riscos de desastres e desafia cada jogador a conhecer ameaças geohidrológicas, propor ações preventivas para cada situação e a associaras ações aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU. O jogo apresenta um cenário composto de área de encosta, zona costeira, rio, praia, entre outros elementos naturais e urbanos.

“Desde 2015, uma série de jogos foram desenvolvidos para serem utilizados em oficinas, como quebra-cabeças, jogos de tabuleiro simples ou de perguntas e respostas. No ano passado, propus a uma aluna elaborarmos e validarmos uma ferramenta educativa para redução dos riscos e desastres. No processo, julgamos interessantee inovador abordamos ações preventivas para 13 ameaças geohidrológicas e associarmos cada ação preventiva aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU”, explica Alessandra Conde, coordenadora do projeto e também professora do Departamento de Construção Civil da Poli-UFRJ.

Autora do estudo “Jogo Cidade Resiliente: um estudo sobre aplicação de ferramenta de redução de riscos de desastres em ambientes escolares”, a ex-aluna Marjorie Caroline Gonçalves de Noronha, apresentou em agosto deste ano o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e seguiu para França, onde cursa mestrado.

“Futuramente, pretende-se que a ferramenta elaborada seja difundida em países cujo idioma também seja o português, como Portugal, Angola, Timor-Leste e Moçambique.
Há possibilidade, também, de difusão do Jogo Cidade Resiliente em versões que contemplem outros idiomas”, adiantou a professora.

Sobre o projeto de extensão

O Espaço Fluir busca possibilitar e estimular o diálogo, a reflexão e a construção de conhecimentos sobre o tema Redução do Risco de Desastres associados a movimentos de massa, por meio da mobilização e colaboração de alunos e ex-alunos da UFRJ na concepção, planejamento e elaboração de atividades e instrumentos pedagógicos, na instalação de espaços lúdicos e na aplicação de oficinas.

19/12/2019
Escola Politécnica da UFRJ

 
 


 
     Universidade Federal do Rio de Janeiro - Escola Politécnica
     Av. Athos da Silveira Ramos, 149, CT - Bloco A, 2º andar - Cidade Universitária - Rio de Janeiro - RJ - Brasil
     CEP: 21941-909 - Caixa Postal 68529 - Telefone: + 55 - 21 - 3938-7010 - Fax: + 55 - 21 - 3938-7718
Desenvolvido por STI Poli