Site UFRJ

 

Coordenadora do curso de Engenharia Ambiental da Poli-UFRJ participa de workshop sobre reciclagem de resíduos plásticos na Argentina

Notícias
 
Poli-UFRJ lança campanha ‘#EsseLugarTambémÉMeu’ com mesa-redonda
no dia 30 de maio

Debate vai reunir mulheres que se destacam nas áreas de Engenharia, Ciências, Matemática, Política, entre outras



Para divulgar as conquistas femininas e incentivar o debate sobre a discriminação por gênero, a Escola Politécnica da UFRJ (Poli-UFRJ) promove, no dia 30, a mesa-redonda "Mulheres na Engenharia e seu lugar no desenvolvimento do país #EsseLugarTambémÉMeu". As apresentações e debates serão no Centro de Tecnologia , das 12h às 14h30. As inscrições gratuitas devem ser feitas no site do evento ((http://www.poli.ufrj.br/maismulheresnaengenharia).

Haverá palestras da diretora da Poli-USP, Profa Liedi Bernucci, e da pesquisadora do Programa de Engenharia de Sistemas e Computação da COPPE-UFRJ, Profa Celina de Figueiredo, As apresentações serão seguidas de comentários e debates com e a primeira mulher eleita reitora pela comunidade acadêmica da UFRJ, Profa Denise Pires de Carvalho, com a deputada federal e presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher Luiza Canziani e a presidente da Associação Brasileira de Engenheiras e Arquitetas, a engenheira Iara Nagle. A diretora da Poli-UFRJ, Profa Cláudia Morgado, fará a moderação.

Para a diretora da Poli-UFRJ, a presença feminina em cargos de liderança e em áreas até hoje predominantemente masculinas é fundamental na construção de uma sociedade mais igualitária e representativa. Dados do Censo da Educação Superior de 2017 mostram que desde 2005 o número de mulheres matriculadas em cursos de graduação de Engenharia Civil cresceu de 20,9% para 30,3% em 2015, porém no mesmo ano, apenas 26,9% mulheres estavam inseridas nessa área do mercado de trabalho.

Em um estudo de 2018 da Cátedra Unesco Mulher, Ciência e Tecnologia na América Latina (Flacso-Argentina), nove em cada dez meninas de 6 a 8 anos responderam acreditar que engenharia "é coisa de menino". No entanto, a mulher engenheira vem conquistando seu espaço aos poucos nessa área, é o que aponta a pesquisa de 2015 feita pela Federação Nacional dos Engenheiros. Entre 2003 e 2013, houve um crescimento de 4% do total de mulheres empregadas na área e no mesmo período, um aumento de 8,7% na remuneração das mulheres engenheiras em relação à dos homens.

“A participação feminina em alguns cursos de Engenharia ainda é muito pequena e as mulheres ainda encontram muitos obstáculos para ocuparem cargos de direção. Queremos apresentar dados e exemplos para intensificar esse debate e mostrar a importância para o desenvolvimento do país”, comenta a professora Cláudia Morgado, primeira mulher a ocupar a direção da Poli, em mais de 226 anos.

 

Data: 30 de maio
Hora: 12h
Local: Centro de Tecnologia - Av. Athos da Silveira Ramos, 149 - Bloco A
Link para inscrição: http://www.poli.ufrj.br/maismulheresnaengenharia

 

22/05/2019
Escola Politécnica da UFRJ

 
 


 
     Universidade Federal do Rio de Janeiro - Escola Politécnica
     Av. Athos da Silveira Ramos, 149, CT - Bloco A, 2º andar - Cidade Universitária - Rio de Janeiro - RJ - Brasil
     CEP: 21941-909 - Caixa Postal 68529 - Telefone: + 55 - 21 - 3938-7010 - Fax: + 55 - 21 - 3938-7718
Desenvolvido por STI Poli