Comissão de Pós-Graduação e Pesquisa

Apresentação

A fim de descentralizar decisões e consultas, o CEPG, Conselho de Ensino para Pós-Graduados, órgão deliberativo da estrutura superior da Universidade responsável pelas diretrizes didáticas e pedagógicas dos cursos de pós-graduação, autorizou a criação da CPGP, Comissão de Pós – Graduação e Pesquisa, e da CD, Comissão Deliberativa, no âmbito da unidade.

  • pronunciar-se sobre os assuntos acadêmicos como instância deliberativa, quando autorizada pelo CEPG, ou como instância consultiva caso o CEPG não lhe delegue competência;
  • servir como instância de recurso para decisões das comissões deliberativas;
  • apreciar todo e qualquer assunto a ser encaminhado ao CEPG.

  • Em relação aos cursos de pós – graduação stricto sensu:
    • Mudança de nível, de mestrado para doutorado;
    • Transferência entre cursos representados na comissão;
    • No mestrado profissional, autorização para portador do título de Mestre participar do programa, respeitada o limite de 20% (vinte por cento) do total de docentes do programa;
    • Aprovação de banca examinadora de mestrado ou de doutorado com membro que não fale português;
  • Em relação aos cursos de pós – graduação lato sensu:
    • Avaliar o relatório final de turma e, uma vez aprovado, enviar à Divisão de Ensino da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa a solicitação de emissão de certificados;
    • Constatado erro na listagem dos alunos que fizeram jus ao certificado em turma já encerrada, a CPGP/Politécnica encaminhará ao CEPG a solicitação de correção, apensando ao pedido o processo relativo à abertura da turma e ao seu relatório final;
    • Autorizar abertura de turma – inclusive fora da sede, observada a regulamentação específica – para posterior comunicação, pelo coordenador, do calendário acadêmico à Divisão de Ensino da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa;

  • Em relação aos cursos de pós – graduação stricto sensu:
    • Aprovação de regulamento de programa de pós-graduação;
    • Alteração de regulamento de programa;
    • Indicação de coordenador de programa de pós-graduação e de seu substituto eventual;
    • Proposta de turma especial de mestrado ou de doutorado fora de sede e programas e projetos interinstitucionais, tais como Minter, Dinter, PQI, co-tutela e outros assuntos que envolvam cooperação entre a Universidade Federal do Rio de Janeiro e outra instituição;
    • Celebração de convênio;
    • Alteração no número de áreas de concentração de um programa;
    • Alteração da denominação do programa ou curso;
    • Criação de disciplinas semipresenciais ou a distância;
    • Autorização para servidor técnico-administrativo não integrante do corpo docente do programa de pós-graduação atuar como co-orientador;
    • Prorrogação de prazo para a defesa de dissertação ou tese prevista no Art. 31, § 3º do Anexo à Resolução CEPG Nº 1, de 1º de dezembro de 2006;
    • Aprovação de banca em desacordo com o Art. 54 do Anexo à Resolução CEPG Nº 1, de 1º de dezembro de 2006;
    • Autorização para substituição de elaboração e defesa de dissertação ou tese pela elaboração e defesa de outras modalidades de trabalho acadêmico;
    • Autorização para defesa que envolva confidencialidade e sigilo;
    • Autorização para defesa direta de tese;
    • Aprovação de resultado de defesa de dissertação ou tese;
    • Transformação de créditos ou carga horária cursada no mestrado ou no doutorado em certificado de curso lato sensu.
  • Em relação aos cursos de pós – graduação lato sensu:
    • Aprovação da criação de curso, para posterior aprovação pelo CEPG, com elaboração de ata de aprovação;
    • Relatório trienal de curso;
    • Propostas de modelos de curso que considerem metodologias de Ensino a Distância (EAD).

Resoluções e Decisões

Decisões da CPGP
Resolução CEPG 03-2009 – Criação e Organização das CPGPs
Resolução Poli 1-2010_normas CPGP da Escola Politécnica


Calendário de Reuniões

As reuniões acontecerão na segunda quarta-feira de cada mês ou, em caso de feriado, na quarta-feira seguinte.


Composição

Marcio Nogueira de Souza (Presidente)  
Edilberto strauss (Vice-Presidente)

REPRESENTANTES DA CÂMARA STRICTO SENSU  
Giovani Manso Àvila (Titular)

Mauro Henrique Alves de Lima Júnior (Suplente)
Cristina Aparecida Gomes Nassar (Titular)
Ana Lúcia Nazareth da Silva (Suplente)
Renan Finamore Gomes da Silva (Titular)

Maria Fernanda Santos Quintela da Costa Nunes

Julio Jerônimo Holtz Silva Filho (Titular)


REPRESENTANTES DA CÂMARA LATO SENSU
Renato Flórido Cameira (Titular)
Leonardo Luiz Lima Navarro (Suplente)
Júlio César Boscher Torres (Titular)
Maria Alice Ferruccio da Rocha (Suplente)

REPRESENTANTES DISCENTES
Vicenzo Castro Cardeles (Titular)
Luiz Henrique Costa Oscar (Suplente)
Karoline Vieira Figueiredo (Titular)
Reynaldo Galvão Antunes (Suplente)